quinta-feira, 14 de agosto de 2008

A mão cabeluda

Quando eu era criança, passava a maior parte de minhas férias na casa de minha avó. Vó Leonor morava numa casa pequena, em meio às salinas e muito próxima da Lagoa de Araruama. Minha avó sempre contava histórias. Algumas sobre fatos passados, outras totalmente folclóricas (só hoje percebo isso).
Uma das histórias que nunca esquecerei, é a da mão cabeluda. Vovó não deixava a gente comer nada com as luzes apagadas, dizia que quando alguém comia no escuro a mão cabeluda aparecia. O medo que eu e alguns de meus primos tínhamos dessa tal mão cabeluda era tão grande que rapidamente um de nós acendia a luz sempre que íamos comer algo. E, de luzes acesas, nos alimentávamos tranqüilamente. Nunca perguntamos para vovó o que a mão cabeluda fazia. Quer dizer, morríamos de medo nem sabemos de quê... O que essa terrível mão seria capaz de fazer com quem ousasse desafiá-la comendo no escuro???
Puro folclore. Só folclore, não tem o que explicar. Mas, até hoje, não como nada no escuro. Sei que nenhuma mão cabeluda desconhecida virá me pertubar nesse momento, só que tenho uma estranha sensação que me indica que é melhor deixar a luz acesa.

11 comentários:

Fabíola Oliveira disse...

Bom, você já se desvencilhou desse medo de uma mão cabeluda aparecer caso esteja comendo no escuro. No entanto, o costume de sempre acender a luz ao comer alguma coisa ainda continua em seu psicológico alimentado, acho eu, pela força do hábito. Não sei por que, mas tem coisas que se incrustam em nossas mentes e não saem mais.

Net Esportes disse...

Pior que a mão cabeludo acho que é não saber o que está comendo no escuro !!!!!!!!!!! he he he

http://netesporte.blogspot.com/

Sam Šammić disse...

Hah, história deliciosa! Aliás, todos os teus textos tem uma naturalidade admirável (:


http://caleidopizza.blogspot.com

Pâm SãoPauliNa-RP disse...

Adorei o blog!!

=)

Erich disse...

Essa eu nunca tinha escutado ... o q a minha contava é que não podia comer e olhar no espelho pra não ficar com a boca torta.

Coli Gessinger disse...

iuhsiauhisuhs³ ontem meu irmão e eu estávamos lembrando das nossas aventuras quando criança, e logoquando surgiu aquela reportagem do 'chupa-cabras', por Deus que eu queria ver o Silvio santos pelado, mas nao queria ver esse tal chupa-cabras kkkkkkkkk³ era mto hilário rs bem legal aqui, parabens! beijos! ^_^

Ana Lucia Nicolau disse...

engraçado como registramos tudo que vivenciamos na ifância.
a mae e av´s têm grande influência nisso.

Veiga disse...

eh melhor comer com luz mesmo...

AUshuAHSuHASuhAS

pode errar a boca, neh

♥ღ♥ Joh ♥ღ♥ disse...

nossa, vou usar essa da mão cabeluda com meus sobrinhos! será q funciona com essas pestes? hehehehe! adorei seu blog! e achei interessante vc ser tímida e mesm assim ser professora! tbm sou tímida e via esse futuro profissional bem distante d mim, mas agora consigo ver q pra tudo tem um jeito (ou quase tudo)
tbm adorei as definições da palavra MERDA! kkkkk!!!
até mais!

Anônimo disse...

ESSES DIAS A MAO CABELUDA PASSOU E DEU UMA COÇADINHA NO MEU SACO UHSAUHS' BJUNDAS.

Anônimo disse...

Greetings! I've been reading your website for a long time now and finally got the courage to go ahead and give you a shout out from Atascocita Texas! Just wanted to say keep up the good job!
http://www.wabisabidogs.com/node/230
My web site ; october